segunda-feira, 8 de junho de 2015

Porto Alegre tem maior taxa de pessoas com pressão alta do país


Segundo uma pesquisa realizada pela Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), 24,8% da população brasileira adulta tem pressão alta. A maioria dos casos são mulheres (26,8%), enquanto os homens são 22,5% dos registros. Metade da população de idosos tem hipertensão.

Entre as capitais do Brasil, Porto Alegre (RS) indicou maior número de pessoas com hipertensão sendo 29,5% e Palmas (TO) com o menor número de casos. A pesquisa indica que a quantidade de hipertensos aumenta com o avanço da idade e com a diminuição da escolaridade. A hipertensão responde por 72% dos casos de mortes da população brasileira, segundo a diretora do Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos não Transmissíveis e Promoção da Saúde.

Os fatores de riscos dessa doença, incluem o tabaco, o consumo de bebidas alcoólicas, alto consumo de sal, carnes com gordura e de açúcar em excesso. Sobre o consumo de sal em excesso apenas 2,3% das pessoas entrevistadas na pesquisa admitem ter o consumo muito alto. Já 13, 2% relatam ter consumo alto e 47,9% consideram consumo de sal adequado.

A retirada de sal de alimentos tem um impacto fundamental em relação a pressão alta. Recomenda- se também evitar alimentos processados, priorizando os in natura e ficar atento no modo de preparo das refeições, evitando o excesso de sal e gordura.
 

Danielle Renck

Luciano Chaves

 
Fonte: Zero Hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário