sábado, 9 de maio de 2015

Alongamento melhora qualidade de vida da terceira idade.


          Com o passar dos anos é normal que a flexibilidade e elasticidade do nosso corpo diminuam.  Por isso o alongamento pelo menos três vezes ao dia, respeitando os limites do corpo, é recomendado para a terceira idade, pois provoca bem estar e retarda o processo natural de encurtamento dos músculos.

O alongamento é fundamental para qualidade de vida e aptidão física da terceira idade. Pois reduz as tensões e rigidez muscular ao mesmo tempo em que relaxa. Estimula o cérebro a se exercitar também. Embora não seja um exercício que aumenta a frequência cardíaca, o alongamento estimula o metabolismo, combate inflamações e melhora a capacidade cognitiva do nosso organismo.

Atividades simples do dia a dia, como estender roupas, amarrar os sapatos e subir escadas com o passar do tempo podem se tornar mais difíceis, e o alongamento diário pode prevenir que isso aconteça ou retardar esse processo. Alongar vai contra o declínio natural do nosso corpo, por isso quem estica o corpo todos os dias pode ter mais disposição e uma aparência mais jovem.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), para um envelhecimento saudável devemos seguir três pilares e o alongamento está entre eles, seguido de musculação e atividades aeróbicas.  Recomenda-se que esses exercícios sejam feitos pelo menos 30 minutos em cinco dias da semana.
 
Luciano Chaves
Danielle Renck

Fonte: Zero Hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário